terça-feira, 13 de julho de 2010

Jongo

A mãe cantava baixinho
O menino tão pequenino
Mexia prá lá e prá cá
No ritmo da cantiga
- tão antiga -

Todo mundo dizia
Que ele dançava
Desde que morava
Na barriga dela

Jongo
Congo
África
Batuque
Requebra
Zabumba

Requebra menino
Não deixe quebrar
As saudades de Lá!

É noite de festa
O menino cresceu
Crianças nasceram
A Liberdade explodiu

Nosso povo dançando
Ontem e hoje
Requebrando
Requebrando
Ao som do batuque
No meio da roda

É Jongo
É Congo
É África
É Brasil!

Livro: Jongo
Autora: Sônia Rosa
Ilustração: Rosinha Campos
Editora: Pallas

Nenhum comentário:

Postar um comentário